terça-feira, 26 de agosto de 2014

Duda é ouro no vôlei de praia dos Jogos da Juventude
Sergipana e parceira venceram canadenses na final por 2 a 1
Ana Patrícia e Duda, à direita: desempenho dourado(foto: FIVB)
Uma sergipana subiu ao topo do pódio nos Jogos Olímpicos da Juventude nesta terça-feira, 26, na China. Eduarda Lisboa, a Duda, e a mineira Ana Patrícia conquistaram nesta manhã a medalha de ouro no vôlei de praia feminino. As brasileiras bateram as canadenses McNamara por 2 sets a 1 – parciais de (17-21, 21-13, 16-14) – e fecharam a competição com nove vitórias em nove partidas e apenas um set perdido.
A conquista dá a Duda o status de uma das melhores atletas de sua geração – e a torna séria candidata a representar o Brasil nas próximas Olimpíadas. Para Cida Lisboa, mãe da atleta e ex-jogadora de vôlei de praia, o momento é de êxtase total. “Estou muito feliz e orgulhosa. Valeu a pena todo o sacrifício que fiz como atleta e todo o investimento que fizemos nela”, disse.
A conquista de Duda e Ana Patrícia não veio sem doses generosas de drama. Na grande decisão desta terça, as brasileiras começaram perdendo: 21 a 17 para as canadenses no primeiro set. Na sequência, porem, a sergipana e a mineira se impuseram e fecharam o segundo set por 21 a 13. Mas o melhor ficou para a terceira parte da história: depois de estarem perdendo por 8 a 4 no tie break, Duda e Ana Patrícia vieram com tudo, empataram, viraram e fecharam o set decisivo por 16 a 14 em 42 minutos de partida. Resultado final: mais um ouro para o Brasil.
Por Igor Matheus com informações da FIVB

Fonte: infonet.com.br
 | 

Carroceiro morre em frente ao Posto de Saúde, em São Cristóvão

O descaso na saúde mais uma vez revoltou os moradores do Conjunto Eduardo Gomes, em São Cristóvão. Um carroceiro de 53 anos, morreu na manhã desta segunda-feira (25) em frente a Urgência 24h, do Conjunto Eduardo Gomes. Testemunhas contam que o homem chegou ao posto de carroça e acompanhado do filho e do neto. “Eu cheguei no posto de madrugada e já o encontrei aqui. Ele procurou atendimento, mas não teve, foi embora e voltou com fortes dores e mesmo assim não foi atendido”, disse Cristina de Jesus.
 Morte do carroceiro em frente ao Posto de Saúde, em São Cristóvão(25), revoltou a população. (Foto: leitor SE Notícias)

Morte do carroceiro em frente ao Posto de Saúde, em São Cristóvão(25), revoltou a população. (Foto: leitor SE Notícias)
A testemunha afirmou que as pessoas que presenciaram o fato chegaram a telefonar para a Samu para o homem fosse levado a algum hospital, mas também não teve sucesso. “Ligamos para a Samu, mas a ambulância só chegou aqui depois das 5h. Mas aí já era tarde demais”, afirma Cristina.
Homem de 53 anos teria morrido por falta de atendimento médico.(Foto: leitor SE Notícias)
Homem de 53 anos teria morrido por falta de atendimento médico.(Foto: leitor SE Notícias)
Leandro Gomes, genro do falecido, falou da revolta da família com a morte. Ele afirmou que havia médicos na unidade de saúde, mas mesmo assim o atendimento foi negado.
“Ele veio buscar atendimento, mas não teve. Deixaram ele morrer em cima da carroça. Não providenciaram nem mesmo um carro para a transferência. Quando viu que meu sogro morreu o médico fugiu. É uma vergonha que isso tenha acontecido”, reclamou Leandro.
O corpo do homem foi colocado na carroça até a chegada da ambulância do Samu. O corpo deverá seguir ao Instituto Médico Legal (IML).

Fonte: se notícias.com.br

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Estudante teve intenção de matar professor, diz polícia
O adolescente suspeito se entregou nesta quarta-feira, 20
Delegada Thereza Simony é a responsável sobre o caso do adolescente que tentou matar o professor
O adolescente suspeito de tentar matar o professor no último dia 12 deste mês, se entregou à polícia nesta quarta-feira, 20.
O adolescente suspeito de alvejar o professor Carlos Cristian Góis Almeida, de 32 anos, se entregou na presença do seu advogado Claudionor Lima Gonçalves. O jovem foi levado ao DHPP e a delegada Thereza Simony ouviu o adolescente. “Ele assumiu o crime e que o fez sozinho. Ele admitiu ter alvejado o professor com cinco tiros”, disse a delegada.
No depoimento à polícia, o adolescente de 17 anos, informou que a motivação do crime ocorreu devido a problemas relacionados a uma prova. “Ele disse que fez uma prova no dia 7 desse mês e essa prova não condizia com uma revisão passada pelo professor dias antes. O adolescente disse que pediu uma nova chance a Carlos Cristian, que negou. Por se achar prejudicado, ele [adolescente] efetuou os tiros e com intenção de matar o professor”, explicou Thereza Simony.
Segundo a delegada, o depoimento e confissão do adolescente são importantes, mas a investigação continua. “Ainda ouviremos outras testemunhas para averiguar o caso e esclarecer outras questões. Para quando concluirmos as circunstâncias do crime, o caso seja encaminhado à justiça”, falou.
A delegada disse ainda que espera poder ouvir o professor Carlos Cristian. “Será muito importante ouvir o que o professor tem a dizer, caso ele tenha condições”, falou Thereza Simony.
O estudante foi encaminhado à Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente e será encaminhado na quinta-feira, 21, para a Unidade Socioeducativa de Internação Provisória (USIP). “Acredito que amanhã será encaminhado para lá, onde ficará internado por 45 dias e eu encerrarei o processo investigativo e o encaminharei à justiça”, explicou a delegada.
Por Helena Sader e Aisla Vasconcelos

Fonte: infonet. com.br
Guardas Municipais participam de palestra sobre LER/DORT
As palestras ocorrerão em Aracaju até o mês de dezembro
(Foto: Ilustrativa/Arquivo Infonet)
Nesta quarta-feira, 20, a Secretaria Municipal da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), através do seu Núcleo Psicossocial, deu início a um Ciclo de Palestras destinadas aos servidores dos órgãos ligados à secretaria. A ação, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, tem o objetivo de promover o bem estar, a interação e divulgar os serviços do Núcleo para os funcionários. Participaram da palestra a Guarda Municipal, a SMTT, o Procon, a Defesa Civil municipal e a Junta Militar.
O convidado desta manhã foi o fisioterapeuta Alisson Paulino, que tratou sobre Lesão por Esforço Repetitivo (LER). Ele explicou sobre os sintomas, os estágios da doença e os cuidados que cada pessoa deve tomar para evitar o surgimento das lesões. "A LER é causada por lesões nos sistemas músculo-esquelético e nervoso decorrentes de tarefas repetitivas, esforços vigorosos, vibrações, compressão mecânica (pressionando contra superfícies duras) ou posições desagradáveis por longos períodos. Os sintomas iniciais mais comuns são sensação de peso, dormência e desconforto em áreas específicas", explicou o fisioterapeuta.
Os guardas municipais presentes ouviram atentos o palestrante e ficaram alertas para os riscos da LER. "Para mim a fala do especialista foi bastante satisfatória, pois agregou conhecimento e quebrou tabus em relação às lesões por esforço repetitivo. Foi interessante saber, por exemplo, que é importante fazer um aquecimento antes de iniciar uma atividade e não só o alongamento, como estamos acostumados", observou a GM Valéria Oliveira.
O diretor adjunto da GMA, tenente Jonatas Souza Santos, estimou a possibilidade de oferecer aos guardas a discussão de temas tão importantes para o dia a dia. "A atividade de hoje está inserida na política de valorização dos recursos humanos adotada pela Semdec e que possui várias vertentes. Sem sombra de dúvidas é uma iniciativa fundamental, uma vez que busca valorizar o profissional, busca valorizar o homem. A palestra de hoje é pertinente, pois é algo que enfrentamos no dia a dia, tanto nas atividades operacionais quanto nas administrativas. Então, deu para esclarecer, orientar e, com certeza, vamos inibir e prevenir algumas doenças provocadas durante a atividade laborativa dos guardas", disse.
Calendário das palestras
As palestras ocorrerão até o mês de dezembro, seguindo um calendário pré-estabelecido pelo Núcleo Psicossocial e todos os servidores ligados à Semdec estão convidados a participar. "Temos o objetivo de fortalecer a pessoa e com isso fortalecer cada instituição. O núcleo é para o servidor, estamos aqui para vocês", enfatizou o coordenador do núcleo e secretário adjunto da Semdec, Arivaldo Barreto.
18/09/2014 - Acidentes de trabalho - 09h/SEMDEC - Palestrante: Aline Rabelo (Psicóloga)
15/10/2014 - Motivação - 09h/SEMDEC - Palestrante: Karla Patrícia (Psicóloga)
20/11/2014 - Relações Interpessoais - 09h/SEMDEC - Palestrante: Conceição Balbino (Assistente Social)
10/12/2014 - Estresse no trabalho - 09h/SEMDEC - Palestrante: Karla Patrícia (Psicóloga)
Fonte: Ascom/GMA

Fonte: infonet. com.br

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Parte da Estrada da Cabrita interditada até setembro
Tráfego de veículos nesse período será sinalizado com placas
(Foto: Divulgação)
A Companhia de Saneamento de Sergipe "Deso informa que parte da Estrada da Cabrita, no bairro Jabotiana, será interditada a partir de hoje, segunda-feira, 18 de agosto, até o dia 18 de setembro, no horário das 7h às 18h. O motivo é a abertura da vala para assentamento de tubos para construção de Adutora, executado pela empresa contratada (Fuad Rassi Engenharia Ltda).
O tráfego de veículos nesse período será sinalizado com placas, e o fluxo será desviado nas proximidades da obra, em aproximadamente 100 metros, conforme mapa em anexo. Para mais informações entre em contato conosco através do telefone 3226-1014 ou 08000 79 0195.
Fonte: Ascom Deso

Fonte: infonet. Com.br

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Professores e alunos fazem ato pedindo segurança
Eles lamentam a violência contra o professor Carlos Cristian
Professoras Viviane Dantas e Cláudia Oliveira com alunos do Olga Barreto (Fotos: Portal Infonet)
Segurança. Essa foi a palavra de ordem durante o ato realizado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Sergipe (Sintese), na manhã desta quinta-feira, 13 na frente do Palácio dos Despachos. Professores e estudantes protestaram contra a violência nas escolas das redes estadual e municipal de ensino, especialmente  por conta do episódio em que o professor da Escola Olga Barreto [no conjunto Eduardo Gomes] Carlos Cristian Almeida Gomes, 23, baleado por um aluno na última terça-feira, 12.
“É algo inexplicável que por conta de uma avaliação, um aluno atire no professor. Era a primeira avaliação e ele poderia recuperar, mas preferiu usar de tamanha violência”, lamenta a professora do Olga Barreto, Cláudia Oliveira acrescentando que o estudante cursava há dois anos, a quarta etapa do Eja [Educação de Jovens e Adultos].
Michele Santos: "Não queremos que isso se repita"
"É muito triste você ver um colega agonizando do lado e saber que foi um aluno que o alvejou dentro da escola", completa a professora Viviane Dantas.
A estudante Michele Conceição Santos também lamentou a violência. “A gente nem acredita que aconteceu mesmo isso com o professor Cristian e está aqui para pedir segurança aos governantes. A gente não quer que isso volte a acontecer nem na nossa escola, nem nas outras”, teme.
O presidente do Sindicato dos Vigilantes, João Lira também participou do ato e destacou que além da falta de segurança nas escolas, está faltando treinamento. “Falta segurança nas escolas e preparo para os vigilantes. Recentemente entraram em uma escola de Itabaiana, fizeram funcionários, professores e alunos de reféns e assaltaram. E no caso do Olga Barreto, como barrar um estudante fardado dentro da escola, como saber se ele está armado. Colocam a culpa nos vigilantes quando deveriam colocar detector de metais”, afirma.
Sintese
João Lira: "Falta de segurança e despreparo"
A presidente do Sintese, Ângela Melo disse que o sindicato está realizando um ato pela vida. “O Sintese chamou para um ato conjunto entre professores e alunos visando cobrar do poder público providências em relação a questão da violência. É um ato pela vida, pois não podemos admitir essa política de exclusão. Professores e estudantes são vítimas dessa educação excludente e queremos sabre como o nosso jovem estudante adquiriu uma arma? Como tem contato com as drogas? Precisamos ter uma política de segurança pública que coíba esse tipo de violência”, ressalta.
Ângela Melo disse ainda que após o ato, os participantes iriam até a Secretaria de Estado da Educação, protocolar um ofício pedindo segurança. “Há quem diga que a solução seria a instalação de detectores de metais. Discordo porque a escola não é banco que só tem uma porta de entrada e saída. A escola precisa ser aberta, o que não se está conseguindo por conta da violência e o que se vê são muros cada vez mais altos”, enfatiza.
Adelmo Meneses e demais integrantes do Sindipema
Ângela Melo: "Vítimas de uma educação excludente"
Professores e alunos fazem oração pela recuperação de Carlos Cristian
Representantes do Sindicato dos Profissionais do Ensino do Município de Aracaju, Sindipema, também participaram do ato intitulado ‘Somos todos Carlos Cristian’. “Estamos solidários a esse movimento que trata da falta de segurança nas escolas e quero aqui lembrar do caso do professorEdilson Gomes que levou um tirona sala de aula, em 2013 na Escola Augusto Ferraz, no bairro Industrial e continua com sérias seqüelas”, diz o presidente Adelmo Meneses.
A esposa de Carlos Cristian, Denise Nogueira também participou do ato, mas não quis falar com a imprensa, alegando que alguns setores estão divulgando inverdades, chegando ao ponto de afirmar que o professor tinha morrido, causando grande susto à mãe e á toda a família.
O professor foi operado e continua internado no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse).
SEED
Após o crime, a Secretaria de Estado da Educação (SEED) informou que: "na escola há sete vigilantes e que o foi atípico. Ainda segundo a assessoria, neste momento uma equipe da secretaria, incluindo dois psicólogos prestam assistência à família".
Por Aldaci de Souza

Fonte: infonet. com.br

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Pedrinho Valadares morre em acidente aéreo em Santos
Ele estava no jatinho do presidenciável Eduardo Campos
Eduardo e Pedrinho comemorando candidatura à Presidência da República (Foto: Divulgação Facebook Pedrinho)
A Infraero divulgou os nomes das pessoas que estavam no jato Cessna 560XL, entre eles, do ex-deputado federal por Sergipe, Pedro Almeida Valadares Neto, o Pedrinho Valadares, que estava assessorando o candidato à Presidência da República pelo PSB, Eduardo Campos. A aeronave caiu na cidade de Santos (SP).
Na assessoria do PSB em Sergipe, a informação é de que o senador Antônio Carlos Valadares e o filho, o deputado federal Valadares Filho estão em estado de choque e ainda não conseguem falar sobre a tragédia.
O secretário geral do PSB Sergipe, Jorge Rabelo informou no início da tarde desta quarta-feira, 13, que o advogado Pedrinho Valadares era o assessor direto de Eduardo Campos.
Acidente
O acidente aconteceu na manhã desta quarta-feira, quando Eduardo Campos e assessores saíram do Rio de Janeiro e seguiam para o Guarujá, aonde o presidenciável participaria de uma palestra. Chovia no momento em que o avião arremeteu e depois caiu próximo a uma academia de ginástica.
Eduardo Campos, 49, deixa esposa e cinco filhos, entre eles um bebê de sete meses, cujo nome foi dado em homenagem ao avô Miguel Arraes. Pedrinho Valadares deixa esposa, filhos e uma netinha.
Todos as sete pessoas que estavam no avião morreram. Segundo a Aeronáutica, estavam no avião, além de Campos, os assessores Pedro Almeida Valadares Neto e Carlos Augusto Ramos Leal Filho (Percol), o fotógrafo Alexandre Severo Gomes da Silva, o cinegrafista Marcelo de Oliveira Lyra e os pilotos Geraldo da Cunha e Marcos Martins. A candidata a vice-presidente, Marina Silva, não estava a bordo do avião.
Por Aldaci de Souza

Fonte: infonet. com.br
Corpo de Rogério será sepultado em Estância
Velório ocorrerá à noite na capital e amanhã na terra natal
Homenagens começam às 21h no Teatro Atheneu(Foto: Arquivo Portal Infonet)
O corpo do cantor e compositor Rogério será sepultamento na quinta-feira, 14, na cidade de Estância, terra natal do cantor que consagrou Sergipe como o país do forró. As previsões, segundo informações dos familiares, indicam que o corpo do cantor sergipano sairá de São Paulo na noite desta quarta-feira, 13, e será velado inicialmente em Aracaju, em um velatório na rua Itaporanga, no centro da cidade.

A família prepara o velório para ter início logo após o showque homenageará o músico, marcado anteriormente. O show será realizado a partir das 21h desta quarta-feira, 13, no Teatro Atheneu, na capital sergipana. Nesta homenagem, um grupo de artistas sergipanos entoará as canções que mais marcaram a carreira de Pedro Rogério Cardoso Barbosa, que faleceu na madrugada desta quarta-feira, 13, aos 57 anos, em São Paulo, onde estava sendo submetido a tratamento de saúde, cujo estado se agravou devido a complicações hepáticas.

De acordo com informações do sobrinho do cantor, David Calazans, o corpo seguirá para Estância na manhã da quinta-feira, 14, onde o público poderá prestar as últimas homenagens ao cantor no velatório, no centro da cidade. Posteriormente, o corpo será sepultado no cemitério local, em horário ainda a ser definido.

Por Cássia Santana

Fonte:infonet. Com.br

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Violência aterroriza São Cristóvão!

Mais uma vítima da insegurança, da violencia que tomou conta da nossa cidade.
Um professor na hora do seu trabalho, e violentamente agredido por um elemento, que supostamente está em um ambiente que vai educar.
Agora,educar um ser dessa natureza,é utopia demais para meu gosto.
Estamos vivendo a falência da segurança pública, do respeito a vida.
Leis duras tem que ser criadas contra esses elementos que não acrescentam nada a sociedade, até quando ficaremos quientos em nossas casas amedrontados vendo marginais sendo protegidos por leis criadas por políticos que só pensam em eleições?
Professor Cristian, vitima de disparo em colégio de São Cristóvão.
Segundo informações o professor estava sendo operado no HUSE.

A violência de São Cristóvão

Aluno atira em professor no colégio Olga Barreto no conjunto Eduardo Gomes.
Segundo informações professor sangrando muito aguardando SAMU no local.
Suspeito de matar bebê de sete meses com tiro na boca é preso
Crime aconteceu em março deste ano em Nossa Senhora do Socorro. Segundo a polícia, suspeito queria matar homem e se vingou na criança.
12/08/2014 12h02 - Atualizado em 12/08/2014 12h22
Do G1 SE
Maurinho nega participação na morte do bebê (Foto: Marina Fontenele/G1)Maurinho nega participação na morte do bebê (Foto: Marina Fontenele/G1)
O mistério que envolve a morte de um menino de sete meses em março deste ano chegou a fim com a prisão de Lucimário dos Santos, conhecido como ‘Maurinho’, de 26 anos, pelo menos foi o que garantiu a polícia em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (12). Segundo o delegado Hilton Duarte, o preso e um comparsa que continua foragido são responsáveis pela morte do bebê em frente a uma casa no Conjunto Marcos Freire II emNossa Senhora do Socorro (SE).
“O alvo de Maurinho era o dono da casa que estava na calçada com um amigo e a criança. Quando a dupla chegou atirando os adultos correram para dentro de casa e o menino acabou caindo na calçada. Testemunhas relatam que ele se abaixou e deu um tiro na boca do bebê e o laudo pericial confirmou que o disparo foi de uma distância muito curta”, relata o delegado.
‘Maurinho’ nega participação no crime e diz que rival estaria armando contra ele. “O dono da casa onde o menino morreu quer me culpar porque ele acha que eu matei o irmão dele em 2011. Mas nunca tive na a ver com essas mortes, eu matei foi outro homem que me ameaçou e eu cumpri pena por isso, estou em liberdade condicional. Se eu quisesse matar ele teria feito isso em uma faz vezes que fugi da prisão”, diz.
Delegado Hilton Duarte diz que não há dúvidas da participação do suspeito (Foto: Marina Fontenele/G1)Delegado Hilton Duarte diz que não há dúvidas da participação do suspeito (Foto: Marina Fontenele/G1)
A polícia informa ainda que o suspeito, que mora a duas quadras de distância da casa do desafeto, fugiu para a casa de familiares no município dePropriá após o crime em março. O outro participante da morte do bebê já foi identificado e está sendo procurado. Maurinho responde a processos por outros crimes e deve ser indiciado por homicídio com os agravantes de motivo fútil e sem dar possibilidade de defesa à vítima.

Fonte.em sergipe.com